Dia Mundial do Futuro: 1º de Março de 2019

Dia Mundial do Futuro: 1º de Março de 2019

24 horas para falarmos do futuro, hoje!

Foi determinado por alguns institutos internacionais, como o Teach The Future,  www.teachthefuture.eu/futuresday, o dia 1º de Março de 2019 como o Dia Mundial do Futuro.

O propósito é passarmos esse dia, ou seja… 24 horas… conversando e discutindo sobre as diversas questões que envolvem o nosso futuro. É um movimento global, em que todo o mundo estará falando sobre: Desenvolvimento sustentável, mudanças climáticas, democracia, convergência global das tecnologias de comunicação, defasagens entre as classes sociais, minorias, saúde, energia, ética, ciência e tecnologia, educação, entre diversos outros temas.

Vamos celebrar o futuro, mas muito mais do que isso, vamos falar sobre ele, sobre diversas questões importantes que nos envolvem e envolvem todas as nossas comunidades, vamos agir para que tenhamos futuros melhores, com soluções sustentáveis para todos nós e para todos que venham depois de nós.

Que possamos realizar um ótimo debate neste dia e que isso traga uma repercussão muito maior!

O que é o futuro, afinal?

Quando pensamos no futuro, nossa imaginação vai longe… Pensamos no que vamos fazer amanhã, imaginamos quem seremos daqui a alguns anos, em que profissão estaremos trabalhando, projetamos todos os pensamentos para frente.

Se olharmos, ao contrário, para trás, veremos que a velocidade das mudanças veio se modificando exponencialmente, ou seja, cada vez em menos tempo as coisas mudam: Na cultura, na tecnologia, nas profissões, na indústria. Se antes uma inovação levava 100 anos para acontecer, hoje já há quem diga que o futuro é daqui a 12 horas!

Nos segmentos de inovação corporativa, novos conceitos tentam identificar estruturalmente parte disso: Metodologias Ágeis, Scrum, Sprints, métodos novos de planejamento de projetos, em que a regra é “testar e errar rápido” para atender as necessidades das pessoas em menor tempo e cada vez com mais assertividade.

Por outro lado, têm as previsões que promovem um pouco de insegurança, principalmente para quem está começando a pensar em seus futuros agora: Como escolher uma carreira se alguns especialistas em tendências afirmam que algumas profissões vão acabar?

O que quase não nos damos conta é que esse futuro que a gente vê, tão lá na frente, está aqui, em nossas mãos, no nosso dia a dia, é construído nas relações e nas conduções que damos para cada problema que se apresenta. Lembrando que “problema” não é, necessariamente, sinônimo de coisa ruim: Significa, muitas vezes, que precisamos reinventar as soluções porque os caminhos e os formatos já se modificaram em torno de nós.

A grande questão agora é: Como seguir diante de tudo isso? A tecnologia, aparentemente, à frente do nosso tempo, as informações cada vez mais disponíveis, ou seja, o protagonismo está em nossas mãos. Reforçar nossas competências, nossas habilidades, olhar para si mesmo e saber lidar com nossas comunidades, é o que vai dar a confiança necessária para que possamos viver esse futuro com segurança, fazendo o melhor de nós mesmos.